Quais são os serviços de um despachante

Quais são os serviços de um despachante

🕐 Tempo de leitura: 4 minutos
Contratar os serviços de despachante pode fornecer muitos benefícios em diversas áreas burocráticas. O despachante resolve situações emergenciais e cotidianas que demandam um tempo que na maioria das vezes nós não temos. Entenda melhor como o serviço se divide e, no final do artigo, como, de fato, chegar a ele. Uma coisa é certa: esses serviços de despachante são de grande serventia, seja para pessoa física ou jurídica.

De uma forma bastante ampla e pouco específica, o despachante de veículos é o profissional que faz uma ponte entre o indivíduo e o Departamento Estadual De Trânsito, mais conhecido como Detran. Ele trabalha como uma espécie de procurador e pode representar quem o contrata junto ao DETRAN para a solução de diversos serviços.

Todos os documentos que se referem à regularização e legalização de veículos podem ser providenciados por um despachante de veículos, também chamado despachante de trânsito.

Conheça abaixo quais são os principais serviços de despachante

  • Licenciamento de veículos;
  • Transferência de veículos;
  • Comunicação de venda;
  • Primeiro emplacamento;
  • Alteração de características do veículo no registro;
  • Baixa definitiva do veículo como sucata;
  • Consulta de situação do veículo;
  • Segunda via de CRV (Certificado de Registro do Veículo) – conhecido como documento de compra e venda;
  • Segunda via de CRLV (Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo).

Licenciamento de veículos

Provavelmente o licenciamento seja o que faz um despachante de veículos com maior frequência. Todo veículo precisa ser licenciado anualmente e muitas pessoas têm dúvidas de como fazer isso de forma adequada. Por isso, procuram o auxílio de um despachante.

 

Transferência de veículos

Quando você compra um veículo usado, precisa providenciar a transferência do mesmo para o seu nome. Esse é um dos serviços de despachante mais procurados pelos motoristas. Essa transferência tem um prazo para ser efetuada ou gera a cobrança de uma multa.

Dessa forma, é necessário efetuar a transferência o mais rápido possível. Se você tem dúvidas de como fazer esse procedimento, pode contar com os serviços de despachante. A transferência também é um procedimento necessário caso você mude de endereço. Se você mudar de cidade, o procedimento é um pouco mais complicado.

Nesses casos de mudança de endereço, também é preciso atualizar seus dados o mais breve possível para não correr risco de perder alguma notificação importante que o DETRAN envie para você.

 

 

Comunicação de venda

Quando você vende seu veículo também é necessário realizar junto ao DETRAN o informe de venda do veículo. Esse procedimento é essencial, pois ele garante que você transfira para o comprador a responsabilidade sobre o veículo.

A partir do momento que é feita a comunicação de venda, o vendedor tem condições de se isentar da responsabilidade por fatos que ocorram com o seu antigo veículo. Por exemplo, se o condutor do veículo vendido se envolver num acidente de trânsito e fugir sem prestar socorro. Neste caso, a placa do veículo leva ao seu proprietário, que é prontamente acionado e processado pela infração.

Se o novo proprietário ainda não efetuou a transferência e você não realizou a comunicação de venda, a pessoa responsabilizada pelo acidente será você. Não comunicar a venda ao DETRAN também pode fazer com que você tenha que efetuar o pagamento de multas e tributos referentes ao veículo.

Para evitar aborrecimentos e transtornos, o importante é realizar a comunicação de venda imediatamente após a entrega do veículo. Essa comunicação de venda é um dos procedimentos que o despachante de veículos pode fazer por você junto ao DETRAN.

Quando vender um veículo, preocupe-se também em preencher de forma correta todas as informações do documento de compra e venda.

 

Primeiro emplacamento

Quando você adquire um veículo novo, ele não tem placa, nem registro. Assim, isso precisa ser providenciado o mais breve possível para evitar transtornos. É necessário realizar essa tarefa o mais breve possível para evitar transtornos. Entre outros inconvenientes, um veículo sem registro não pode ser segurado. Esse procedimento está entre a lista de serviços de despachante.

Alteração das características do veículo no registro

Você não pode simplesmente pintar seu veículo de outra cor e continuar utilizando o veículo sem fazer a devida alteração no DETRAN. A cor é apenas o exemplo mais comum. O mesmo ocorre com o combustível e outras características que constem no registro.

O despachante de veículos pode te auxiliar em todo o processo. Principalmente com as orientações sobre documentação e trâmites necessários para a realização das alterações desejadas dentro dos rigores da lei.

Baixa definitiva do veículo como sucata

No extremo oposto do primeiro emplacamento do veículo está a sua baixa definitiva como sucata. Assim como tudo, a vida útil de um veículo também chega ao fim. Isso pode acontecer porque o veículo já tem muitos anos de uso e tem problemas mecânicos que não podem mais ser reparados.

Mas também pode ocorrer algum acidente onde o reparo seja completamente inviável, a chamada perda total. Essas são as circunstâncias mais comuns em que um veículo não tem mais condições de circular.

 

Conclusão

Sempre que for necessário realizar algum procedimento referente à documentação do seu veículo, você pode recorrer a um despachante da sua confiança para te ajudar com a situação. Afinal, agora que você entendeu melhor quais são os serviços de despachante de veículos, fica mais fácil saber em quais situações você deve procurar por um.

Aqui na Helpie você encontra serviços de Despachante, basta solicitar o mais perto de você!

Helpie!

Carpinteiro e marceneiro: tudo que você precisa saber

Carpinteiro e marceneiro: tudo que você precisa saber

🕐 Tempo de leitura: 2 minutos

As duas profissões são parecidas, mas existem diferenças fundamentais entre esses ofícios.

Afinal, qual é a diferença entre carpinteiro e marceneiro?

O que é um marceneiro?

O marceneiro é o profissional que é um artesão da madeira. Ou seja, o marceneiro trabalha a madeira para transformá-la em móveis, obras de arte, artesanato e peças em geral.

O que fazer para ser marceneiro?

Para ser marceneiro, é necessário ter conhecimentos básicos notrabalho com ferramentas como o formão e a plaina. Além disso, é importante entender dos tipos de madeira, medidas e tamanhos. 

Existem cursos profissionalizantes para a área, além de ser possível aprender o ofício com outros profissionais.

O que é um carpinteiro?

O carpinteiro é um profissional que também trabalha com madeira, mas no segmento ligado à construção civil. Dessa forma, produz tábuas, vigas e outras estruturas para construções.

O que fazer para ser carpinteiro?

Da mesma forma que para a marcenaria, a carpintaria é um ofício que normalmente é aprendido com outros profissionais mais velhos. Também existem cursos técnicos, o que é muito importante para o trabalho de precisão que a profissão exige.

É necessário, também, aprender a operar corretamente máquinas elétricas, como asserras e plainas.

Mercado de trabalho para carpinteiro e marceneiro

Para as duas profissões, o mercado de trabalho tem diversas oportunidades. Além de trabalhar de forma autônoma, é possível se candidatar para vagas em oficinas e também na indústria. 

Os próprios cursos profissionalizantes podem ajudar a indicar boas vagas e, por isso, uma boa dica para quem já está começando é buscar os cursos para se especializar cada vez mais. 

Qual a diferença entre marceneiro e carpinteiro?

Manejo da madeira

A principal diferença é em relação ao manejo da madeira. A carpintaria é voltada para uma produção mais industrial, como a fabricação de peças de madeira para a construção civil, por exemplo.

A marcenaria, por outro lado, possui processos mais artísticos e mais detalhistas, e é voltada para a fabricação de móveis planejados, por exemplo. A marcenaria nasceu a partir da carpintaria, através de uma necessidade de trabalhos mais detalhados e delicados.

Tipo de madeira

Outra diferença entre esses dois ofícios está na qualidade da madeira utilizada por cada um. A marcenaria lida com madeiras nobres e de boa qualidade, uma vez que os móveis e enfeites feitos pelos marceneiros exigem este material de qualidade superior.

Já a carpintaria normalmente lida com a madeira maciça, em seu estado natural. Como a produção é mais rápida e objetiva, esse tipo de madeira cumpre bem seu papel.

Entendeu a diferença? Solicite já um carpinteiro ou marceneiro aqui na Helpie, perto da sua região!

Helpie!

11 motivos para usar o WordPress

11 motivos para usar o WordPress

🕐 Tempo de leitura: 8 minutos

Fazer com que o seu site tenha uma boa performance é fundamental para o sucesso da sua estratégia online, confira neste post 11 motivos para que você use o WordPress e obtenha resultados melhores!

O que exatamente é o WordPress?

Você não hospeda seu website com o WordPress. Você ainda precisará encontrar um provedor de hospedagem na webpara esse serviço.

WordPress é um sistema de gerenciamento de conteúdo (abreviação do inglês CMS). É uma ferramenta robusta para criar e administrar seu website. Blogs, websites, sites pessoais e lojas de comércio eletrônico podem se beneficiar usando o WordPress.

Essa plataforma é executada online, o que significa que você não precisa fazer download de nenhum software no seu computador para usá-la.

Então agora que você tem um melhor entendimento do que é o WordPress e o que ele faz, é hora de falar sobre o porquê ele é tão bom. Eu vou aparecer com 11 razões do porque você deve usar essa plataforma para o seu website.

No final dessa publicação, tenho certeza que você ficará convencido que WordPress é o melhor CMS para você.

1. Confiabilidade

Você não quer correr nenhum risco quando se trata de gerenciar seu website. As vezes, observar a quantidade de pessoas que utilizam uma plataforma é o melhor jeito de determinar a sua confiabilidade.

De acordo com um recente estudo da Kinsta, o WordPress domina o mercado do CMS.

O WordPress controla 60% do mercado de CMS. O Joomla é o segundo da lista, com uma porcentagem 12 vezes menor que o WordPress.

Além disso, o WordPress tem poder sobre 34% de todos os websites do mundo. Números como esses são, no mínimo, desconcertantes.

Se a plataforma não fosse confiável, não seria tão usada. Sites de grandes nomes como TED, TechCrunch, UPS, e CNN usam o WordPress.

A cada mês, cerca de 70 milhões de novas postagens são publicadas no WordPress. Essas postagens geram cerca de 77 milhões de novos comentários no mesmo período de tempo.

Considerando o fato de que o WordPress é usado por cerca de um terço dos websites ao redor do mundo, é seguro dizer que o seu site estará em boas mãos se usá-lo também.

2.Grande apoio

Como o WordPress é usado por várias pessoas ao redor do mundo, ele conta com guias, tutoriais e recursos que podem ser encontrados online. Você pode aproveitar os fóruns do WordPress, nos quais é possível se comunicar com outras pessoas que usam o CMS mais popular do planeta.

Além dessas opções, você também pode conseguir ajuda e suporte diretamente da equipe de suporte do WordPress.

Se você tem o plano pago do WordPress, você terá acesso livre ao chat de suporte durante 24 horas de segunda a sexta. Se você é um daqueles que tem planos de negócios ou de comércio eletrônico, você pode encontrar chats de bate papo ao vivo de agentes até nos finais de semana.

Com isso dito, é importante notar que esse recurso não poderá ajudar você em nenhum aplicativo de terceiros que você esteja usando em seu site do WordPress.

Mas, como mencionado anteriormente, você pode facilmente achar ajuda com isso em um fórum da comunidade ou se guiar por outro site. Definitivamente, não há escassez de recursos de “como fazer” do WordPress na internet.

3.SEO-amigável

O SEO pode criar ou destruir o sucesso do seu website. Então, é algo que você precisa começar a focar desde a inserção do seu site.

O WordPress torna isso fácil tendo algumas ferramentas internas que informam como o seu conteúdo é otimizado para SEO.-amigável. Apesar de que a maioria vai desejar um upgrade das ferramentas básicas de SEO e instalar um plugin para WordPress SEO.

Se você está interessado nisso, o Yoast SEO é uma boa opção para você considerar.

Esse plugin é ótimo pois, possui uma versão grátis que você pode experimentar para se familiarizar com o funcionamento. Mas é fortemente recomendado que adquira o Yoast SEO Premium.

A versão paga desse plugin dá acesso a mais palavras chaves, frases e termos relacionados. Ele também vai monitorar automaticamente suas páginas mais importantes e enviará uma notificação para você, se estiver passado muito tempo entre as atualizações.

Aumentando para o plugin premium, ele dará insights de conteúdos, sugestões de links internos, e uma experiência sem anúncios, entre dezenas de outros benefícios.

4.Flexibilidade

O WordPress pode ser profundo e complexo ou simples, como você desejar que seja.

Você tem a opção de usar somente a versão básica da plataforma para publicar seus posts no blog, ou, no outro lado do espectro, você pode usar para o seu site de negócios e adicionar dispositivos e plugins para adicionar funcionalidade.

Quase tudo que você quer fazer com seu website pode ser realizado com o WordPress.

Novamente, pode ser que você precise instalar um plugin ou aplicativo de terceiros para isso acontecer, mas as possibilidades ainda estão lá.

A flexibilidade do WordPress também se aplica ao tipo de pessoa que o usa. Não, eu não estou falando sobre você conseguir tocar seus dedos do pé ou não. Estou me referindo ao seu nível de experiência técnica.

Novatos, desenvolvedores e todos que estão entre eles, podem usar o WordPress. Como você usa isso e quais recursos você quer aproveitar será totalmente para você.

5.Segurança

No geral, o WordPress é uma plataforma segura e protegida. Mas isso não significa que você está completamente vulnerável dos ataques maldosos, hackers e malwares no seu website.

Por sorte, o WordPress torna fácil para você aprimorar a segurança do seu site com recursos como proteção por senha para o conteúdo da pasta.

Mantendo a versão do seu WordPress atualizada, também combaterá erros e potenciais ameaças de segurança.

Também é fácil habilitar um certificado SSL para seu site em WordPress. Na maioria das vezes você pode conseguir isso do seu serviço de hospedagem na web.

Essa é uma maneira simples e eficaz para aumentar a segurança do seu site em WordPress.

Além do mais, existem outras medidas que você pode tomar para garantir a segurança do seu site. É recomendado instalar um plugin de segurança WordPress.

Adicionar um desses ao seu site é como construir um fosso ao redor da sua casa. Claro, as portas podem estar trancadas, mas a camada adicionada tornará a entrada de intrusos na parede bem mais difícil.

Você também pode obter etapas proativas instalando um plugin de backup do WordPress.

Se em algum momento o seu site for comprometido de alguma forma, você não quer perder todo o seu conteúdo e dados. O plugin tornará fácil para você recuperar caso algo esteja errado no seu website.

6.Criação simplificada de conteúdo

Começar um novo site em WordPress é tão fácil, qualquer um pode fazer isso. Você pode configurar tudo somente com alguns cliques.

Quando o seu site estiver no ar, tudo que você precisa fazer é navegar até a seção de “postagens” do menu do painel. Feito isso, você estará apto para encontrar tudo o que você precisa para escrever e publicar uma nova publicação no blog.

Você encontrará editores de texto, ferramentas de formatação e maneiras de fazer upload de arquivos de vídeo.

Como você aprenderá rapidamente, todo o processo de criação de conteúdo do WordPress é muito direto. Então você não terá nenhuma desculpa para faltar nesse departamento.

Após o seu conteúdo ser publicado, você não terá que pular etapas para editá-lo em frente. Tudo o que você precisa fazer é procurar a postagem e realizar mudanças ou atualizações usando o editor visual.

Quando uma mudança for feita, basta clicar no botão “salvar” e a nova versão do conteúdo irá ao ar instantaneamente.

7. REST API

A maioria do que falamos hoje foi voltado para iniciantes no WordPress. Mas a plataforma também possui muitos recursos avançados.

Se você é um desenvolvedor, ficará feliz em saber que o WordPress possui um REST API, que permite que você compre aplicativos usando a plataforma.

Por exemplo, você poderia criar um plugin customizado para uma nova experiência de painel administrativo. Ou talvez você queira fazer mudanças no front-end.

Com o WordPress REST API, você não é forçado a escrever aplicativos em PHP. Você pode usar qualquer linguagem de programação que tem habilidade para fazer solicitações HTTP.

Mesmo se você não tiver ideia do que estou falando aqui, pode ser algo que você aprenda ou venha a se interessar durante a estrada. Ou talvez, você trabalhará eventualmente com um desenvolvedor para criar um aplicativo.

De qualquer maneira, é bom saber que aquilo é uma opção à sua disposição se você usar o WordPress.

 

8.Otimizado para velocidade

Sites lentos são inúteis. O WordPress sabe disso, então ele tem ferramentas específicas e elementos que você pode aproveitar para acelerar o seu site.

Por exemplo, você pode instalar um tema leve que não vai pesar seu código. Você pode adicionar um plugin para reduzir o tamanho de seus arquivos de imagens.

Aproveite as opções de compactação Gzip, armazenamento em cachê avançado, e redução de arquivos CSS e arquivos JS.

Se você usa ferramentas como as dos exemplos citados acima, você pode reduzir drasticamente a velocidade de carregamento da página do seu website. Isso reduzirá suas taxas de rejeição, melhorará a experiência do usuário e aumentará as conversões do seu site em WordPress.

9.Preços acessíveis

O WordPress é um recurso aberto e livre para usar. Então você pode sair sem pagar nada, se você quiser.

Mas, se você fizer mais do que um site pessoal básico, você definitivamente vai querer uma atualização para o plano pago. Os preços e tipos de planos são os seguintes:

Como você pode ver, você possui um monte de opções para escolher.

Incluindo a versão grátis, existem seis opções de assinatura no total. Estes variam de U$ 3 a U$45 por mês.

Se você estiver disposto a pagar pelo WordPress, eu nem me incomodaria usando o plano blogger ou pessoal. Iria direto para o Premium.

 

Por apenas alguns dólares a mais, os benefícios adicionais que você terá compensarão o preço.

Porém, se você quer características adicionais como a de integração com o Google Analytics e plugins personalizados, você vai precisar do plano de negócios, no mínimo.

Isso se relaciona ao que discutimos anteriormente nos termos de flexibilidade.

O WordPress tem planos que atendem às necessidades de praticamente qualquer tipo de site. Todos eles são totalmente acessíveis. Até o plano mais caro custará apenas U$ 540 por ano. Mas suponho que a maioria de vocês será capaz de gastar menos que isso.

10.Multilíngue

O WordPress tem um alcance global. Possui mais de 160 idiomas em todo o mundo. Então, você estará apto a criar um site para alcançar um bom público global.

Dito isso, vale a pena notar que o inglês é a língua mais popular usada no WordPress.

71% de todos os blogs publicados na plataforma estão escritos em inglês.

Mas é legal saber que se você quiser utilizar outros idiomas, o WordPress torna isso fácil para você.

11.Integrações simples

Como foi mencionado ao longo da lista, o WordPress é compatível com toneladas de diferentes ferramentas de terceiros.

Além de widgets e plugins, você também pode integrar coisas como software de e-mail, abas de pagamento, Google Analytics, e muitos outros componentes que talvez você precise para obter um site totalmente funcional e operacional.

Ferramentas de terceiros são feitas com o WordPress em mente. Como a plataforma CMS é muito popular, essas outras empresas sabem que seus clientes atuais e potenciais podem usá-la para configurar seus sites.

Logo, você não precisará abandonar as plataformas e os recursos com os quais está familiarizado depois de criar um site do WordPress.

Conclusão

O WordPress é a plataforma CMS mais popular do mundo.

Tenho certeza que você aprendeu com este guia, e isso não aconteceu por engano. Não importa se você está comprando seu primeiro website sem nenhuma experiência, ou se você é um desenvolvedor veterano — você deve usar o WordPress no seu site.

Não há nenhum outro sistema de gerenciamento que eu recomendaria tão bem quanto o WordPress.

Se você ficou interessado, solicite um profissional WordPress aqui na Helpie!

Helpie!

Apartamentos pequenos: como aproveitar o espaço na hora de decorar

Apartamentos pequenos: como aproveitar o espaço na hora de decorar

🕐 Tempo de leitura: 3 minutos

Certamente você já deve ter notado que os apartamentos pequenos são imóveis cada vez mais presentes na vida da população. Com os dias cada vez mais corridos e atrelados de tarefas, locais menores acabam sendo mais práticos e demandando menos trabalho na limpeza e manutenções. Além disso, as construtoras estão definindo o metro quadrado a partir da demanda de consumo e visando atender o estilo de vida das pessoas.

Decorar apartamento pequeno pode ser um desafio, mas nem de longe é uma missão impossível.  Tudo o que você precisa é de paciência na hora de comprar as peças. Cada item deve ser cuidadosamente escolhido para não comprometer o conforto e a movimentação nos ambientes. É importante saber otimizar para melhor aproveitar o espaço, trazer itens funcionais que com um pouquinho de cálculo, você coloca cada coisa no seu devido lugar.

Pensando em te ajudar nessa missão de decorar um espaço pequeno, trouxemos aqui algumas dicas para aproveitar melhor cada espaço. Confira:

 

1.

Invista nas cores claras

Não é novidade para ninguém que as cores claras são ótimas aliadas para ampliar os espaços e gerar uma sensação de grandeza, certo? Inclusive, falando sobre a decoração de um apartamento pequeno, elas são essenciais!

Mas isso não significa que você deve aplicar o branco em todas as paredes do seu apartamento. Na verdade, é interessante apostar em tons neutros, como a cor pastel, a fim de promover uma imagem organizada e iluminar melhor o espaço.

retorno investimento painel energia solar

2.

Aposte nos espelhos

Mais um item para compor a ideia de amplitude: os espelhos. Ótimos aliados para ampliar o local, os espelhos são capazes de refletir a iluminação natural e, ainda, gerar um espaço mais confortável e sofisticado.

Dessa forma, a ideia é instalar um espelho bem grande na sua sala, por exemplo, uma vez que assim é possível gerar um apartamento mais harmonioso e também acrescentar novos pontos de iluminação.

durabilidade painel energia solar

3.

Prateleiras e nichos

Quando não se tem espaço na horizontal, é preciso aproveitar o que mais tem em um apartamento pequeno, que são as paredes. Use e abuse das prateleiras e dos nichos. Com eles presentes, é garantido que todas as coisas tenham seu devido lugar, ajudando na organização e eficiência do lar.

São ótimos para quem busca armazenar utensílios domésticos, itens de cozinha ou até mesmo objetos que precisam de fácil visualização, como livros, roupas, panelas, entre outros.

manutenção painel energia solar

4.

Tenha uma boa iluminação

Quando se tem apenas uma lâmpada fixa no centro do teto, ela acaba tornando o cômodo ainda menor. Isso serve para ambientes de qualquer tamanho, mas apresenta maior evidência nos pequenos espaços. 

Para evitar isso, aposte em um maior número de lâmpadas e a capacidade da iluminação. De acréscimo seu lar conquista um visual mais atraente e sofisticado.

manutenção painel energia solar
5 erros que você não deve cometer na casa de um cliente

5 erros que você não deve cometer na casa de um cliente

🕐 Tempo de leitura: 3 minutos

Realizar um bom trabalho não é a única parte importante da prestação de serviços. É necessário ter cuidado com certos hábitos e costumes e estar atento à forma como conduz suas atividades no ambiente de trabalho, a fim de poder proporcionar uma ótima experiência para o cliente, imaginando que futuramente ele pode te recomendar para um amigo ou fechar negócio com você de novo.

Tendo em vista melhorar o seu atendimento, causar uma boa impressão e executar um bom serviço, vamos te mostrar 5 erros desastrosos cometidos por alguns profissionais (talvez, por você mesmo) que devem ser evitados. Vamos lá?

 

1.

Calçados sujos

Sabemos que uma das coisas que as pessoas mais detestam é sujeira. Às vezes, não nos damos conta, mas trazemos muitas bactérias de fora que, especialmente durante a pandemia, podem comprometer a higiene do local. 

Imagine que antes de você ir para a casa do seu cliente ele tenha recém terminado a limpeza do piso. Ao chegar da rua, com os pés molhados ou sujos, você pode acabar causando logo de cara uma má impressão. 

Se necessário, traga outros calçados ou cubra os seus com propés de plástico. O importante é se precaver! 

E não se esqueça do álcool em gel e máscara! A pandemia ainda não acabou. 😉

Divulgação serviços

2.

Cumprimento desrespeitoso

Atente-se na hora de cumprimentar o seu cliente (ou da ausência de um cumprimento). É muito importante se mostrar bastante educado, por isso não se esqueça de dar um “oi!” simpático. Mas cuidado para não soar muito íntimo. Beijo no rosto, abraços ou palavras calorosas demais podem demonstrar uma intimidade maior do que lhe foi dada. Se você não conhece 100% o seu cliente, melhor não extrapolar!

 

Divulgação serviços

3.

Usar roupas indiscretas

Não importa o quão liberal o espaço de trabalho possa ser, evite ir à vontade demais. É sempre essencial causar boas impressões e mostrar seu lado mais profissional durante seu serviço. Pensando nisso, risque da sua lista roupas curtas ou decotadas demais, chinelos (dependendo do tipo de serviço que você presta), ou até mesmo a ausência delas, como a camiseta, por exemplo. 

Escolha roupas ideais para a sua especialidade e que sejam confortáveis para você. Caso sua profissão envolva algum material ou equipamento específico, lembre-se de estar adequadamente equipado com eles. 🙂

prestar bom atendimento

4.

Fumar ou beber no local

Pode apostar que esses são erros gravíssimos! 

Enquanto trabalhamos, devemos estar sóbrios para executarmos um bom serviço. Além disso, os atos de beber e fumar também causam uma impressão muito negativa, que pode pegar mal para você ou para sua equipe. 

Caso você tenha o hábito de fumar, não o faça dentro da casa do cliente, até porque ele pode não ter esse mesmo costume.

Lembre-se de separar as coisas, afinal, um deslize como esse pode comprometer seu esforço e prejudicar sua imagem profissional.

prestar bom atendimento

5.

Deixar bagunça

Ainda que o seu serviço tenha sido excelente e você tenha resolvido todos os problemas do seu cliente, não finalize por aí!

Um serviço bem feito é aquele que tenha sanado a necessidade do contratante, mas também que tenha um resultado mais que satisfatório do começo ao fim. 

Imagine pintar a sala inteirinha do seu cliente, deixar o acabamento impecável, mas esquecer toda aquela sujeira de tinta, latas e pincéis espalhados? Com certeza isso fará com que você perca bons pontos.

Mostre-se um profissional solícito; proativo; que busca deixar tudo brilhando e em perfeito estado. Afinal, se no momento em que você entrou estava tudo organizado, não deixe tudo de cabeça para baixo no momento de sair.

prestar bom atendimento

Anotou tudo aí?

Agora que você já sabe direitinho quais erros você deve passar longe, foque nos acertos! Vai ficar muito mais fácil a partir de agora. Faça o checklist do que não pode faltar no seu dia a dia de trabalho e vá com total segurança. 😉

Como limpar a churrasqueira e espetos de um jeito fácil e rápido!

Como limpar a churrasqueira e espetos de um jeito fácil e rápido!

🕐 Tempo de leitura: 2 minutos

Na hora de assar a carne todo mundo tem uma dica para dar, não é mesmo?

Agora, quando a festa acaba e chega o momento da limpeza, nem sempre é fácil encontrar informações sobre como limpar churrasqueira e espetos.

Assim, para facilitar a etapa da limpeza, selecionamos abaixo algumas dicas sobre como limpar churrasqueira e espetos. Confira as recomendações e lembre-se que elas também ajudam a fazer com que os espetos e acessórios para churrasco durem por muito mais tempo!

Não deixe para amanhã:

A primeira dica é não deixar a limpeza para depois. Procure limpar a churrasqueira e espetos de churrasco no mesmo dia, uma vez que a gordura é mais difícil de ser removida depois de seca.

Desse modo se não for possível fazer a limpeza no mesmo dia, pelo menos retire rapidamente o excesso de gordura dos utensílios com um papel toalha.

Use água quente:

Na hora de lavar, não abra mão de usar água quente. É ela que irá facilitar a limpeza da tábua, grelha, espetos e talheres. Jogue a água quente por cima dos utensílios antes de iniciar a lavagem e finalize também com água quente.

Utilize bicarbonato se necessário:

Para as sujeiras mais difíceis, você pode utilizar uma mistura de água e bicarbonato de sódio. Essa solução é indicada para limpar churrasqueiras de inox e seus acessórios. Deixe os utensílios de molho na mistura por algumas horas.

Após esse tempo a sujeira será facilmente removida, preservando a beleza do aço inoxidável da sua churrasqueira e dos acessórios.

Não esqueça de secar adequadamente:

Outro cuidado simples, mas nem por isso menos importante, é o de secar bem todos os utensílios com um pano bem seco, ou deixá-los secar à sombra. Lembre-se também de guardar tudo em um lugar longe da umidade. Dessa forma você evita o surgimento de ferrugem na grelha e nos espetos.

Utilize óleo após a limpeza:

Para manter as grelhas de ferro sempre com o aspecto de nova, o truque é, após a limpeza, passar óleo sobre toda a sua superfície. Isso garante que a mesma não enferruje.

Faça a limpeza das cinzas.

Se surgir algum imprevisto ou dúvida, não deixe de contar com os profissionais da Helpie para te tirar dos maiores apertos!

Fonte: https://blog.thony.com.br/como-limpar-churrasqueira-e-espetos/

Open chat
Fale com a gente