Como superar os desafios da maternidade e começar a empreender

Como superar os desafios da maternidade e começar a empreender

🕐 Tempo de leitura: 4 minutos

A maternidade pode parecer um desafio na vida de muitas mulheres que pensam em empreender ou para aquelas que buscam oportunidades formais no mercado.

A independência financeira é o objetivo de muitas pessoas, mas, para aquelas que são mães, a busca por esse sonho pode ser ainda mais difícil.

Entenda quais são os desafios enfrentados por essas mulheres, saiba como é possível lutar contra essas barreiras e alcançar a inserção e a independência no mercado.

Principais obstáculos decorrentes da maternidade

Mulher tentando trabalhar enfrentando desafios da maternidade

Segundo uma pesquisa realizada pela FGV, 48% das mulheres ficam desempregadas 1 ano após o parto. Embora esse contexto tenha evoluído com o passar dos anos, ainda existem empresas enferrujadas, que interrompem de forma abrupta o processo de readaptação das mães no mercado de trabalho.

Neste mesmo contexto, está o ato de empreender. Além do investimento de capital, o empreendedorismo demanda investimento de tempo, elemento este que as mães não têm de sobra.

Há uma enorme pressão sobre as mulheres quanto ao início da própria carreira. Por isso, muitas delas desistem de iniciar um projeto e acabam adiando esse sonho tão estimado.

Conciliar a vida profissional com a pessoal muitas vezes é um desafio. Em uma entrevista para a Fundação Telefônica Vivo, Juliana Martins, de 24 anos, conta que sua filha a acompanhava em suas jornadas de trabalho, porque não tinha com quem deixá-la. Outras mulheres também lamentam que não há tempo suficiente para se dedicarem somente às crianças e por vezes isso acaba afrouxando suas relações afetivas.

Uma pesquisa realizada pela Rede Mulher Empreendedora apontou que as mulheres investem 24% a mais do tempo para as atividades de casa, portanto, a maior parte do trabalho doméstico ainda recai sobre elas.

Nesse contexto que parece opor a maternidade e o empreendedorismo — ou o exercício da atividade profissional no geral — como antagonistas, como tornar possível a independência financeira da mulher que é mãe? 

Passamos pelos principais portais e, com base nas experiências vivenciadas por esse grupo de pessoas, reunimos um material para te ajudar nessa missão. Dá uma olhada:

Dicas para concilicar a maternidade e a independência financeira

Mulher conquistando a liberdade ao sair de uma gaiola

Entenda mais sobre o que você gosta de fazer

Conhecer a si mesma nunca é demais. Esse processo pode começar a partir do entendimento do que você gosta de fazer em seu tempo livre e compreender como seus gostos podem te ajudar a executar suas atividades de modo que elas não se tornem massivas e desgastantes.

Dessa forma, você entenderá qual o tipo de negócio ideal para si mesma e poderá seguir para seu plano de negócios

Inicie um plano de negócios

Nada de deixar as coisas “acontecerem naturalmente”. Quando se trata de negócios, é super importante você transcrever o que tem em mente e colocar toda a estratégia no papel. 

O plano de negócios vai te ajudar a visualizar seu projeto como um todo e as etapas necessárias para conseguir alcançar os resultados que você busca. 

Dessa forma, você não será refém de surpresas e conseguirá ser mais assertiva com seus objetivos.

O céu não é o limite

Sonhar é imprescindível para conquistar. Portanto, foque nas experiências similares de mulheres que, assim como você, são mães e iniciaram essa mesma jornada há mais tempo. 

Saber o que deu certo e o que não deu é muito importante para que você consiga acertar. Lembre-se que você está suscetível a erros, mas o estudo e a vontade de fazer acontecer podem te levar mais longe do que palavras de desmotivação. 

Organize o seu tempo

Se o tempo é indispensável tanto para a maternidade quanto para o empreendedorismo, por que não gerenciá-lo melhor?

Uma atividade não precisa necessariamente suprimir a outra, pelo contrário. Você deve separar bem o seu tempo para os negócios e para a sua vida pessoal. Afinal, quantas mamães de sucesso não existem por aí?

Somente organizando o seu tempo você conseguirá administrar tudo sem que saia do seu controle e sem comprometer a sua saúde mental

Torne-se uma protagonista

Ser mãe é um protagonismo que a vida te concede. É o papel imprescindível na vida daqueles que estão ao seu redor. Também é o porto seguro de muita gente.

Mas você, mãe, já parou para pensar no protagonismo que você tem em sua própria história? 

Foque naquilo que você almeja alcançar e seja persistente. Somente você será capaz de realizar o que tanto sonha.

Formalize o seu negócio

O que é se tornar empreendedora sem de fato começar a executar?

O primeiro passo para erguer o seu negócio é formalizá-lo. Estude a melhor forma de abrir uma empresa e coloque a mão na massa. Caso você queira começar como prestadora de serviços, também é possível abrir um MEI para obter algumas vantagens, como emissão de notas fiscais e a contribuição para o INSS, por exemplo. 

A poucos passos de se tornar uma empreendedora de sucesso

Representação da mulher feliz na maternidade e sorrindo para o celular

Você viu que a maternidade pode ser realmente desafiadora, ainda que seja uma parte tão bonita da vida. Contudo, nenhum desafio deve ser maior do que a sua ambição. 

Você está cada vez mais perto de se tornar uma empreendedora de sucesso, então não pare por aí! Coloque as dicas de hoje em prática e veja o seu sonho ganhar forma. Depois, conta aqui pra gente como foi todo esse processo.

Ah, e se precisar de um lugarzinho para fazer seu job acontecer, pode contar com o Helpie PRO. ❤️

Decoração para Páscoa: aprenda a fazer em poucos passos

Decoração para Páscoa: aprenda a fazer em poucos passos

🕐 Tempo de leitura: 3 minutos

O domingo de Páscoa está chegando. No entanto, para quem tem crianças em casa é sempre um desafio testar a criatividade na hora de decorar, porque a preocupação em surpreender se torna ainda maior. Mas, acredite, a decoração para a Páscoa pode ser bem mais simples do que você imagina, basta apenas se inspirar um pouco para poder colocar tudo em prática.

A Páscoa é uma data muito celebrada, especialmente para os cristãos devido ao seu significado. Por isso, a decoração se torna tão importante. Preparar o seu lar para esse dia é uma forma de entrar no clima e celebrar com a família. 

E por falar em inspiração, reunimos algumas ideias bem legais para você conferir e pensar em uma forma de dar um up na sua casa para comemorar. Dá uma olhada:

1. Decoração para a Páscoa com ovos

Os ovos de Páscoa, sem sombra de dúvidas, são uns dos maiores símbolos dessa data. Por isso, eles não podem faltar na sua decoração. 

Colora seus ovos com corante próprio para esse procedimento, ou pinte suas cascas. Além da tintura, você também pode desenhar nos ovos a fim de dar uma nova cara a eles. Quanto mais cor, melhor!

Decoração para Páscoa feita a partir de ovos personalizados com cores diferentes

2. Cestas para armazenar os ovos de Páscoa

As cestinhas são ótimas opções para armazenar seus ovos e combinam bastante com a decoração para a Páscoa. Você pode colori-las ou forrá-las com papel crepom para dar um novo rosto a elas.

Por outro lado, as cestas também podem ser utilizadas para a famosa “caça aos ovos”. Suas utilidades são inúmeras, portanto, basta entender quais serão as suas necessidades para escolher as melhores opções de uso.

Decoração para a Páscoa feita através de cesta com ovos personalizados

3. Guirlandas podem ser a decoração perfeita para a Páscoa

Guirlandas estão presentes em diferentes datas comemorativas. Seja Natal ou Páscoa, são ótimas aliadas no momento de decorar o seu lar. 

Apesar de parecerem simples, as guirlandas são quase como um convite de boas-vindas para quem vem de fora, uma vez que geralmente se encontram penduradas nas portas.

Se você possui guirlandas de Natal, por que não customizá-las para a Páscoa também? Acrescente alguns ovinhos, ou até mesmo um coelhinho e voilà!

 

Guirlanda de Páscoa pendurada, enfeitada com ovos

4. Doces personalizados para a decoração na Páscoa

É claro que na Páscoa não podem faltar os docinhos! E aqui não falamos apenas dos deliciosos ovos de chocolate. 

Os biscoitos e bolinhos são alternativas incríveis para você incluir na sua decoração de Páscoa, especialmente porque eles podem ser facilmente personalizados e decorados. 

Portanto, não os deixe de fora! Diversifique sua decoração e se divirta criando.

Doces personalizados para a decoração para páscoa

5. Que tal embarcar na fantasia?

Você já deve ter ouvido falar no filme infantil “A Origem dos Guardiões“, que reúne diversos protagonistas de lendas infantis, como o Papai Noel, Fada do Dente e o Coelho da Páscoa, por exemplo. Não é difícil prever que as crianças gostam muito de datas como essas por causa de suas crenças e personagens favoritos. 

Portanto, se você busca preparar sua decoração com o objetivo de surpreender seus filhos e agitar o domingo de feriado, saiba que as cores e o coelhinho não podem faltar. 

Uma ótima dica na hora de esconder os ovos, é preparar um rastro de pegadinhas à tinta ou adesivo para indicar que o coelho passou por ali. Ao se tratar de crianças, a criatividade não tem limites. 😉

Pai e filha segurando coelhos

Coloque a mão na massa!

Agora que você já aprendeu algumas maneiras alternativas de montar a decoração para a Páscoa, está na hora de colocar tudo em prática. 

Lembre-se que há muitos jeitos diferentes de customizar, inovar e pensar. Então, agora que você já tem algumas ideias para se espelhar, exercite sua criatividade e experimente jeitos novos de criar. Os resultados serão ótimos!

Quer receber mais dicas para se inspirar? Continue acompanhando nosso blog e nos siga nas redes sociais. Feliz Páscoa! 🙂

8 dicas de documentários para você assistir

8 dicas de documentários para você assistir

🕐 Tempo de leitura: 5 minutos

O número de pessoas conectadas tem aumentado cada vez mais e a busca por entretenimento — como filmes, documentários, séries e livros — também cresceu, especialmente durante a pandemia, uma vez que as pessoas passaram a ficar mais tempo em suas casas.

Os documentários têm sido motivo de muito destaque sobretudo por causa das plataformas de streaming, bastante populares nos últimos anos. Por conta delas, ficou bem mais fácil e acessível ter contato com eles, inclusive os internacionais, que eram mais difíceis de serem disponibilizados.

Esse tipo de conteúdo é perfeito para quem busca formas de obter conhecimento de maneira prática, ao mesmo tempo que diversificada — o audiovisual facilita muito esse processo!

Fizemos uma lista com os 8 melhores documentários, com temas diversificados, pra você adicionar à sua lista! Vem conferir!

1. Quanto Tempo o Tempo Tem Documentário da Netflix

O documentário dirigido por Adriana Dutra e Walter Carrasco, tem como objetivo trazer uma reflexão acerca da passagem do tempo; como ela é distinta para cada indivíduo embora aconteça no mesmo momento; mostrar a forma com a qual a sociedade se molda e se desenvolve ao longo do tempo. 

Em suma, busca também apresentar a forma como vivemos nossos dias, meses e anos de vida e traz a reflexão de como será o futuro da existência humana.

E por falar em tempo, a próxima recomendação traz uma ótima reflexão para com o passado…

Poster do documentário "Quanto tempo o tempo tem" da Netflix

Reprodução: Netflix

Capa do documentário Fico te devendo uma carta sobre o Brasil

Reprodução: Globoplay

2. Fico te devendo uma carta sobre o Brasil — GloboPlay

O documentário “Fico te devendo uma carta sobre o Brasil” retrata a vida da própria diretora Carol Benjamin. Três gerações de sua família enfrentaram a ditadura militar no Brasil, que aconteceu entre 1964 e 1985.

Seu pai foi preso ilegalmente aos 17 anos. Seu avô, em contrapartida, era coronel do exército. E a avó, por outro lado, tornou-se uma militante.

No documentário de longa metragem, você terá contato com registros antigos, como cartas, fotografias e depoimentos.

3. O dilema das redes — Documentário da Netflix 

Esse é verdadeiramente um exemplo de documentário polêmico. O Dilema das Redes, estreado em 2020, conta com depoimentos de ex-funcionários das grandes plataformas digitais de comunicação.

É um conteúdo bastante imersivo, uma vez que busca mostrar o poder das redes e inteligência artificial nas suas decisões de consumo. Além disso, retrata também a influência que elas possuem quanto à ideologias políticas e sociais.

E que tal deixar a internet um pouco mais de lado e conhecer as singularidades do nosso mundo real? Fica ligado na próxima indicação!

Capa de O dilema das redes na Netflix

Reprodução: Netflix

Capa de O Nosso Planeta na Netflix

Reprodução: Netflix 

4. Nosso planeta Netflix

As filmagens desse documentário passaram por mais de 50 países, então você já pode esperar uma grande produção! Ele foi filmado em Ultra HD, justamente para mostrar de pertinho as singularidades e diversidades do nosso planeta.

O documentário mostra, em resumo, todas as belezas naturais, a fauna e a flora do planeta, além de abordar também as mudanças climáticas.

Totalmente imersivo e feito para você que busca conhecer um pouco mais do encanto da Terra.

5. Human — Documentário no YouTube

Apesar de ser um pouco mais antigo, Human é um documentário profundo e emocionante. Transforma pessoas anônimas, de diferentes gêneros, classes sociais, religiões, etnias e nacionalidades, em protagonistas ao explorar assuntos conectados com a existência humana, seja sobre a riqueza, a pobreza, a morte, a vida, ou a desigualdade. 

Cada uma dessas pessoas fala sobre suas histórias pessoais, mas, ao fim, todas se conectam, sendo, acima de tudo, imprescindíveis para fomentar todo o passado, presente e futuro da existência humana.

Assim como “Nosso planeta”, Human conta com um audiovisual espetacular; imagens aéreas incríveis e de diversos lugares do mundo. 

Por fim, Human traz a reflexão de que cada elemento e cada pessoa é importante para o mundo. Vale a pena conferir!

 

Capa do documentário original do YouTube Human

Reprodução: HUMAN o filme

Poster do documentário "Os capacetes brancos" da Netflix

Reprodução: Netflix

6. White Helmet — Documentário no Netflix

O documentário de curta metragem dirigido por Orlando von Ensiedel (Virunga) busca mostrar a visão dos Capacetes Brancos, ou White Helmets, um grupo de voluntários que salva civis inocentes dos escombros da guerra na Síria após os bombardeios.

Embora não tenha tanta profundidade quanto à forma como o treinamento desse grupo é financiado, por exemplo, ainda aborda uma pauta social muito importante e vale a pena ser assistido.

7. Winter On Fire: Ukraine’s Fight for Freedom — Netflix

Winter On Fire documenta a mobilização feita por um grupo de estudantes na Praça Maidan, em Kiev, capital ucraniana, no ano de 2013. 

Os estudantes, que discordavam da decisão do presidente Viktor F. Yanukovich em não avançar com a inclusão do país na União Europeia, se reuniram por 93 dias. As manifestações tomaram proporções enormes, contando com a polícia, que foi responsável por causar uma onda de violência.

 

Poster do documentário Winter on fire na Netflix

Reprodução: Netflix

Capa de O Golpista do Tinder na Netflix

Reprodução: Netflix

8. O Golpista do Tinder — Documentário da Netflix

O documentário conta com os depoimentos de mulheres que foram vítimas de Simon Leviev, o nome falso que o criminoso adotou para aplicar golpes nas mulheres que conhecia através do app de relacionamentos.

Simon fingia carregar uma vida luxuosa, levava as mulheres para encontros caros e as surpreendia com sua falsa riqueza, mas conforme o namoro ia se alongando, a falsa relação esfriava. Era quando Simon dizia precisar de ajuda e colocava seus planos criminosos em prática.

Apesar de se tratar de uma história trágica, o documentário não carrega um tom pesado, pelo contrário, utiliza referências um pouco mais descontraídas para prender a atenção do público.

Já pode montar sua lista com os melhores documentários!

Agora que você já pegou essas 5 indicações fantásticas de documentários, não se esqueça de adicionar na sua lista e depois contar pra gente o que achou.

E, por fim, diz aqui nos comentários qual documentário faltou na lista. Qual você recomenda? 🙂

Continue acompanhando nosso blog para conferir as novidades e siga nossas redes sociais.

A importância da inclusão para pessoas com deficiência auditiva

A importância da inclusão para pessoas com deficiência auditiva

🕐 Tempo de leitura: 5 minutos

Uma pesquisa realizada pelo Instituto Locomotiva em 2019 apontou que 10,7 milhões de pessoas sofrem de alguma deficiência auditiva no Brasil. 2,3 milhões delas sofrem com deficiência severa. 

Além disso, a OMS afirma que ao redor do mundo há aproximadamente 500 milhões de pessoas surdas e que até 2050 serão mais de 1 bilhão. Portanto, a necessidade de prover inclusão a desse grupo de pessoas torna-se cada vez maior.

Aprender a linguagem de sinais é um dos primeiros passos para o processo de inclusão de pessoas com deficiência auditiva. O estudo de Libras — Língua Brasileira de Sinais — é um conjunto de formas gestuais utilizado por deficientes auditivos. Ele permite a comunicação entre eles e outras pessoas, sejam elas surdas ou ouvintes. 

Hoje você vai aprender um pouco mais sobre a importância da linguagem de sinais, algumas curiosidades sobre ela, como ela surgiu, as dificuldades enfrentadas por pessoas com deficiência auditiva no dia a dia e como dominar essa forma de comunicação pode se tornar um grande álibi para você. Vamos lá?

A linguagem de sinais é a mesma em todos os países?

Ainda que muitas pessoas acreditem que a linguagem de sinais esteja correlacionada com elementos visuais e possa ser a mesma ao redor do mundo, na realidade, ela é única para cada país.

Isso ocorre sobretudo porque é levado em conta diversos conceitos e características culturais. Então, além do idioma ser um pilar importante durante o desenvolvimento de uma linguagem de sinais, o espaço territorial e suas singularidades também são considerados.

Gesto do amor em linguagens de sinais

Como a Língua Brasileira de Sinais (Libras) foi inventada?

O surgimento da linguagem de sinais no Brasil tem relação com d. Pedro II, Imperador entre os anos de 1840 e 1889. Em 1855, o Imperador convidou o professor francês Ernest Huet para que ele desse início aos estudos da comunicação para pessoas surdas no país. 

Em 1857, Ernest fundou o Imperial Instituto dos Surdos-Mudos, que hoje é popularmente conhecido como Instituto Nacional de Educação de Surdos ou Ines

Huet permitiu que a linguagem de sinais fosse introduzida no país, embora não houvessem muitos alunos no início. Já a atual Libras, surgiu a partir da junção de sinais franceses e sinais usados pelo abade L’Épée.

Em 24 de abril de 2002, houve uma grande conquista com a implantação da a lei nº 10.436. A mesma decretou que a Libras deveria ser reconhecida como meio legal de comunicação e expressão para a comunidade surda do Brasil.

As pessoas com deficiência auditiva ainda enfrentam inúmeras dificuldades todos os dias, apesar da lei proporcionar mudanças significativas para a sociedade. Conhecê-las irá te ajudar a entender a importância de buscar dominar essa forma de comunicação.

Livros postos em estante em uma livraria

Dificuldades enfrentadas por pessoas surdas ou com deficiência auditiva

Não é novidade que as pessoas surdas enfrentam muitas dificuldades no dia a dia. Isso não ocorre porque são menos capacitadas para realizar suas atividades, mas pela falta de acessibilidade e inclusão da outra parcela da sociedade.

Ainda que tenhamos dado alguns passos adiante em muitas das questões sociais, ainda há diversos obstáculos que dificultam a introdução desses indivíduos na sociedade.

 

1 – Educação para pessoas com deficiência auditiva

Dificilmente as escolas vão possuir infraestrutura capaz de proporcionar a mesma experiência em níveis de educação para crianças e adolescentes com deficiência auditiva em comparação aos que não a possuem. 

A defasagem no ensino muitas vezes é consequência da falta de recursos para que esses jovens possam se desenvolver e adquirir uma educação de qualidade. 

Além disso, é evidente o preconceito dentro do ambiente escolar, e a falta de mentoria do corpo docente influencia diretamente nas atitudes discriminatórias.

 

2 – Inserção de pessoas surdas e deficientes auditivos no mercado de trabalho 

Ainda que a Lei de Cotas para Deficientes seja responsável por proporcionar grande parte da inclusão das pessoas que possuem algum tipo de deficiência no mercado de trabalho, ainda há muito a ser feito nesse âmbito.

Muitas empresas não se livram dos preconceitos enraizados apenas porque possuem funcionários deficientes. Isso significa que o tratamento para com esse grupo de pessoas continua sendo diferenciado. Além disso, dificilmente fornecem recursos o suficiente para que o indivíduo possa se desenvolver no ambiente profissional. 

 

3 – Atendimento nos hospitais

Já é possível imaginar que o atendimento na área da saúde é limitado ou muitas vezes sequer acontece por falta de profissionais que saibam se comunicar em Libras.

Apesar de existir alguns hospitais ou clínicas que possuam ao menos um membro da equipe que tenha conhecimento sobre a linguagem de sinais, ainda falamos sobre uma minoria. 

Deficientes auditivos e pessoas surdas acabam, portanto, sofrendo limitações mesmo na área da saúde, onde se espera que sejam melhor atendidas.

 

4 – Atividades de lazer e cultura para pessoas com deficiência auditiva

Ir ao cinema e só ter a opção de filmes dublados (ou sem legenda quando nacionais), assistir à televisão em locais públicos ou assistir palestras sem um intérprete em libras são tarefas consideradas corriqueiras para a maioria das pessoas, mas podem se tornar um grande poço de exclusão para as que possuem algum grau de deficiência auditiva.

Muitas das atividades de lazer e cultura não são inclusivas e acabam colocando uma grande barreira para as pessoas surdas. 

Por que estudar Libras é tão importante para se comunicar com deficientes auditivos?

Como abordado anteriormente, todas as pessoas que possuem deficiência auditiva ou se encaixam em um quadro de surdez, são desprovidas de muitos privilégios e enfrentam, diariamente, dezenas de problemas devido à falta de comunicação.  

O estudo da linguagem de sinais é muito mais do que adicionar uma competência ao seu currículo; é uma questão social de extrema importância e deve ser adotada por todas as pessoas desde cedo.

Você pode encontrar escolas especializadas para aprimorar seus conhecimentos em libras, ou estudar através da própria internet, por meio de cursos e videoaulas. 

Pessoa com deficiência auditiva estudando linguagem de sinais pelo computador

Como dominar a linguagem de sinais pode te ajudar no trabalho?

Se você presta serviços e está em contato direto com muitas pessoas todos os dias, aprender a linguagem de sinais se torna tão importante quanto aprender um novo idioma.

Por ter contato com uma grande variedade de pessoas ao longo dos dias, é comum você se deparar, vez ou outra, com indivíduos que possuam alguma deficiência. O ideal é que você entenda suas singularidades e aprenda a lidar com cada uma delas. 

Imagina ir à casa de um cliente surdo, que mora sozinho, e você não saiba se comunicar com ele? A situação pode ficar bem embaraçosa, afinal, a comunicação é um princípio básico entre uma relação interpessoal e todos têm direito a ela.  

Pense o quão fantástico seria se você pudesse se comunicar normalmente com a outra pessoa e o quão feliz ela ficaria por isso? Um cliente satisfeito sempre volta e comenta com outras pessoas sobre você. 

Diferencie-se e atente-se às questões de inclusão. Trabalhar com o público exige outro tipo de tato e é necessário se aperfeiçoar cada vez mais. 

Quer saber mais dicas de como se qualificar? Visite e se inscreva em nosso canal do YouTube e acompanhe nossas demais redes sociais.

Duas mulheres com deficiência auditiva conversando em uma mesa sobre negócios
Conheça a estratégia de servitização que vem ganhando o mercado

Conheça a estratégia de servitização que vem ganhando o mercado

🕐 Tempo de leitura: 5 minutos

Você sabe o que é servitização?

A chamada servitização está focada em nada mais do que proporcionar uma experiência completa e inovadora para os consumidores, de forma a não se limitar apenas à entrega do que se é de fato vendido, mas ao pós venda também. Acompanhar o consumidor do começo ao fim, por exemplo, garante muito mais êxito à empresa do que apenas observar a sua jornada de longe. 

A servitização visa principalmente a satisfação dos clientes, portanto, o seu foco é essencialmente na experiência do consumidor final. A estratégia consiste em ir além da venda; fornecer, por sua vez, todo o suporte para o cliente do começo ao fim. Se o cliente possui expectativas somente pelo produto que adquiriu, por que não surpreendê-lo ao ultrapassá-las?

Pode-se dizer que a servitização é o processo para agregar novos serviços aos produtos. Afinal, é comum que o consumidor passe a valorizar mais o serviço do que o próprio produto.

Você vai entender o papel da servitização nesse contexto e entender o porquê de ela estar ganhando tanto espaço nas estratégias de negócios das grandes empresas.

Como surgiu a ideia de servitização

O termo teve sua origem em 1988, pelos autores Sandra Vandermerwe e Juan Rada. Ambos defendiam a diferenciação dentro do cenário comercial e a retenção de clientes. 

Em outras palavras, para que a sua empresa possa se tornar escalável, ela precisa possuir diferenciais. Eles serão capazes de destacá-la entre as concorrentes e precisa adotar estratégias que alimentem a fidelidade dos clientes.

Reter um cliente é um processo que tem se tornado cada vez mais difícil. Isso ocorre porque, com o fácil acesso à comunicação e à informação, os potenciais consumidores conseguem realizar um estudo mais amplo de preços. Além disso, a todo momento são impactados pelas ofertas e publicidade de concorrentes. 

Com dezenas de opções, a retenção se torna uma etapa muito complexa, e o marketing acaba não dando conta de fazer esse trabalho sozinho.

Portanto, a servitização, que vem se tornando cada vez mais importante para as empresas e marcas, surgiu para incluir a prestação de serviços como um dos pilares do processo de venda, uma vez que os consumidores demonstraram que a busca por serviços é uma necessidade.

Como funciona?

Em primeiro lugar, está o estágio inicial. Neste, a empresa preocupa-se apenas com o desenvolvimento do produto. Seu objetivo principal é a venda. 

Em segundo lugar, está o estágio intermediário. Nele trabalha-se com a manutenção de um produto. Ela garante que o cliente seja uma fonte de receita contínua, porque sempre estará precisando dos serviços da empresa.

Por fim, no campo mais extremo da servitização, trabalha-se com a oferta de serviços juntamente com o produto. 

Geralmente, os clientes pagam por uma assinatura para poder usufruir dos serviços ofertados. No entanto, o enfoque é na construção do relacionamento com o cliente, indo além da concentração apenas na venda de um produto. O mais importante é garantir uma experiência incrível para conquistar a satisfação e a fidelidade do cliente.

Marceneiro construindo um móvel de madeira

Por que considerar a servitização como estratégia de negócios?

Fornecer mais do que um simples produto ao cliente e pensar na sua experiência pode ser uma estratégia valiosa para o seu negócio.

Em outras palavras, a implementação da oferta de serviços junto a entrega de um produto pode agregar ainda mais valor ao cliente. Afinal, você estará proporcionando um diferencial; uma razão para que ele não recorra aos seus concorrentes e adote sua marca como a solução para seus problemas.

A servitização permite não apenas oferecer o produto de uma maneira diferente e inusitada, mas de modo a também garantir a permanência do consumidor, trabalhando diretamente no seu relacionamento com ele.

Em razão disso, também possibilita que a empresa se modifique e se reinvente, abrindo mais portas ao fugir da mesmice.

Homem lendo jornal de negócios sobre servitização

Agora a Helpie é parceira de servitização da Vedacit

Você conhece a Vedacit?

A Vedacit, que completou 85 anos de atuação, é líder no mercado de impermeabilização e produtos de alta tecnologia para reformas e construção civil. 

A empresa conta com mais de 100 produtos impermeabilizantes, materiais para recuperação de estruturas e aditivos para concreto. Ademais, todos os seus produtos são desenvolvidos em laboratório próprio, e sua alta tecnologia permite desenvolver soluções capazes de suportar diferentes dimensões. 

A Vedacit possui 3 unidades fabris, sendo duas em São Paulo e a terceira em Salvador. O trio abastece as demais regiões do país, no entanto, ainda conta com mais quatro regionais acerca do país. Atualmente, também possui mais de 50 mil pontos de venda.

Pensando se aliar às questões voltadas à sustentabilidade, a Vedacit se associou ao Conselho Empresarial para o Desenvolvimento Sustentável (CEBDS), adotando boas práticas que afetarão diretamente o desenvolvimento global nesse cenário.

Além de propor soluções inovadoras no mercado, a Vedacit também sustenta uma relação de confiança com as famílias brasileiras, certamente devido à sua proximidade, à medida em que oferece soluções fáceis de usar no dia a dia.

Helpie e Vedacit como solução 

Mãos apertadas em acordo

A Vedacit oferece os melhores produtos para reformas e construção civil no mercado. Enquanto isso, a Helpie oferece profissionais qualificados para atender às necessidades de pintura, instalação, reformas e dezenas de outros serviços. 

Pensando em uma forma de inovar e garantir a fidelização dos clientes, a Vedacit se uniu a Helpie para facilitar o processo de compra e melhorar a experiência do consumidor final, oferecendo, consequentemente, servitização para aqueles que a consomem.

Com a união dessas duas esferas, o solicitante contará com a solução perfeita no momento de resolver os seus problemas. 

Ao adquirir os materiais ideais para a sua reforma ou construção, ele também poderá solicitar nossos Helpers para ajudar a colocar todos os seus planos em prática.

Em suma, com essa parceria o cliente final não desfrutará apenas do produto, como também irá adquirir uma jornada conjunta até a conclusão do serviço.

Dia 31 de março, a Helpie participou da FEICON, um dos maiores eventos voltados para a construção civil e a arquitetura, junto com a Vedacit, para divulgar a parceria. O evento contou com diversas inovações do mercado, incluindo desde equipamentos e produtos sustentáveis, à robôs e construções fora da caixa.

Comprou algum material Vedacit? Agora é só pedir um Helpie! É bem fácil, basta clicar aqui para solicitar o profissional que precisa. Em seguida, o cliente só precisa logar na sua conta pelo app ou site e acompanhar o seu pedido. Até quatro profissionais irão até ele para negociar! 🙂

 

Precisando trocar vidros? Saiba como um vidraceiro pode te ajudar

Precisando trocar vidros? Saiba como um vidraceiro pode te ajudar

🕐 Tempo de leitura: 4 minutos

Precisando trocar os vidros da sua residência ou escritório? Entenda quais tipos de serviços um vidraceiro pode oferecer!

O vidraceiro é o profissional responsável por produzir e prover diferentes tipos de materiais em vidro, essenciais para os dias de hoje.

Os materiais feitos de vidro ultrapassam os limites da estética, uma vez que são imprescindíveis para a proteção de uma determinada área. 

Por isso, é de suma importância entender o que um profissional especializado pode fazer e compreender se ele é capacitado o suficiente para atender às suas necessidades.

Quais tipos de serviços faz um vidraceiro?

Os profissionais dessa área atuam, majoritariamente, com serviços específicos. Portanto, embora saibam realizar trabalhos mais comuns como a instalação de quadros e molduras, divisão de ambientes ou confecção de portas e espelhos, por exemplo, os vidraceiros costumam se especializar para atender e dominar serviços específicos.

Para te ajudar, listamos alguns dos principais serviços oferecidos por vidraceiros que vão além da troca de vidros:

1. Box de vidro

A instalação ou troca de vidros de um box é um dos serviços mais solicitados atualmente, isso porque as pessoas têm dado preferência para eles ao considerar que os vidros transmitem uma estética mais sofisticada.

Um bom profissional não apenas irá trocar seus vidros, ele também irá oferecer diferentes opções de materiais e modelos. Afinal, o que não faltam são diferentes tipos de vidros, cores e designs para você escolher.

Troca de vidro do box em banheiro clean sofisticado

2. Instalar e trocar vidros temperados

Você já deve ter ouvido falar em vidro temperado, certo? Mas você sabe o que é?

O vidro temperado é um material que sofreu tratamento térmico. Por conseguinte, suas propriedades, que foram predominantemente alteradas, tornam-o até cinco vezes mais resistentes a choques térmicos do que o vidro comum. 

Por essa razão, o vidro temperado é bastante utilizado em construções que visam prover segurança.

Prédios espelhados com vidros temperados

3. Trocar os vidros ou envidraçar as sacadas

Com o passar dos anos, o serviço de envidraçamento de sacadas tem crescido bastante e chamado cada vez mais a atenção das pessoas que buscam dar um up na casa.

Isso ocorre especialmente devido a verticalização das cidades. Com o aumento dos prédios residenciais e comerciais, investir em segurança e estética tem se tornado cada vez mais comum.

De mais a mais, cobrir esse espaço com o vidro é vantajoso porque, além de proteger uma área que geralmente é muito exposta, permite o fechamento dela em dias chuvosos sem comprometer a luminosidade natural.

Troca de vidros de sacada em uma casa

4. Portas e divisórias de vidro

Quando se fala em trocar os vidros da casa, é comum pensarmos apenas nas janelas ou espelhos.

No entanto, as portas e divisórias de vidro são ótimas opções para quem não deseja perder um cômodo completo, mas fazer a divisão acústica e física entre eles.

Embora as divisórias sejam comumente vistas em escritórios, por exemplo, também são muito utilizadas em casas e apartamentos. Imagina só que lindo dividir a sua sala de estar com o seu jardim e, ainda assim, ter uma vista privilegiada dele?

As portas e divisórias de vidro entregam um aspecto muito mais sofisticado para o ambiente, podendo ser transparentes, translúcidos, coloridos ou impressos.

Contudo, fique atento: embora você não precise trocar os vidros frequentemente, se forem automáticos, como no caso das portas, é necessário ficar atento com a periodicidade das manutenções.

Divisória de vidro em um comércio

5. Espelhos

A produção e instalação de vidros é um serviço que todo vidraceiro sabe fazer, tendo em vista ser um dos serviços mais solicitados.

Ao contrário do que muitos pensam, entretanto, os espelhos não precisam ser apenas itens de uso, mas também elementos decorativos, uma vez que fornecem a sensação de amplitude em espaços que geralmente são menores.

Existem também muitos móveis que são confeccionados com espelhos, transmitindo, sobretudo, um aspecto de elegância para o cômodo.

Os espelhos têm muitas funcionalidades e com certeza não podem ficar de fora da sua casa. Portanto, se você está pensando em trocar vidros, instalar novos ou dar um novo visual para seu lar, não esqueça de pensar bem neste item.

Imagem retrata um espelho em uma sala de jantar

Com a Helpie você consegue trocar seus vidros em um passe de mágica!

Você sabia que na Helpie você consegue solicitar a troca de vidros ou inúmeros outros serviços que apenas um Vidraceiro pode oferecer em um passe de mágica?

Então, não é necessário gastar horas procurando o profissional ideal e ficar com medo de realizar o serviço sem indicação. Por aqui, profissionais aptos a realizarem este tipo de trabalho que vão até você, oferecendo os melhores orçamentos. 

Além disso, você pode escolher negociar e pagar pelo app, contando com toda a segurança da plataforma durante o processo e economizando seu tempo em muitas horas! Incrível, não é?!

Por fim, escolha bem os tipos de serviços que você precisará para poder ter um orçamento mais preciso e vá em frente! Depois, não se esqueça de nos contar o resultado! 🙂