O que considerar na hora de precificar seu trabalho?

1 de setembro de 2021

🕐 Tempo de leitura: 3 minutos

Muitos profissionais têm dificuldade em definir o valor de seus serviços. Acredite ou não, essa é uma etapa muito importante para você aumentar seu número de pedidos e, sobretudo, ter sucesso nas suas negociações. 

Existem alguns fatores a serem considerados durante a etapa de precificação, tendo em vista que você precisa oferecer um preço justo para seu cliente — a fim de fazer com que ele volte — e um valor que te proporcione o lucro que você espera.

 

 

1.

Entenda quais são seus custos

Para que você consiga definir a sua margem de lucro, é essencial entender quais são os custos para prestar seus serviços, ou seja, quanto você gasta em material, locomoção e outras despesas similares, por exemplo.

Esse valor deve ser integralmente voltado para a realização do seu trabalho e você não deve contar como se ele fosse parte do seu lucro líquido.

 

 

Divulgação serviços

2.

Tempo de trabalho

Considere o tempo que você irá levar para executar alguma atividade. Se você presta mais de um serviço, ou caso sua especialidade seja muito abrangente, os horários serão flexíveis, portanto, o preço também deverá ser. 

Se você fechar um serviço mais demorado, o preço poderá aumentar. É necessário levar em consideração não apenas a questão do preço, mas da complexidade do trabalho também. 😉

 

 

Divulgação serviços

3.

Analise a concorrência

Já escutou a frase “conheça o inimigo como a si mesmo”? A análise da concorrência deve ser feita nessa mesma linha de pensamento. xD

Conhecer a fundo sobre aquele que compartilha o mesmo nicho que o seu não significa imitá-lo, mas sim entender quais passos deram certo ou errado e se espelhar em alguns pontos para não fugir do seu mercado alvo.

Busque saber o preço da concorrência para não aumentar ou diminuir excessivamente os seus. Conforme sua marca for crescendo ou você se consolidar como prestador no mercado, seus valores podem aumentar gradativamente.Além disso, conhecer sua concorrência também te direciona a novos caminhos para trabalhar na diferenciação da sua marca ou do serviço que você presta.

prestar bom atendimento

4.

Percepção de valor

Como o cliente enxerga sua marca? Como ele enxerga o profissional que você é e a qualidade dos serviços que você oferece?

Os clientes desenvolvem essas percepções ao longo da sua atividade profissional, por isso, é importante estar atento à forma como você conduz suas negociações e à forma que você executa seus serviços, buscando oferecer um trabalho de qualidade a fim de deixar o cliente satisfeito e se preocupando com o pós-venda.

Marcas mais caras, por exemplo, possuem uma boa percepção de valor, ou seja, são vistas mesmo por quem não as consome. Portanto, é claro que você pode aumentar seus preços, mas desde que esteja superando as expectativas daquele que o contrata.

prestar bom atendimento

5.

Defina sua margem de lucro

Feita a análise de todos esses itens, você deve definir sua margem de lucro, ou seja, o quanto você quer obter de forma líquida, considerando aquilo que você precisa para viver e qual é sua meta a longo prazo. Dessa maneira, você consegue identificar o quanto precisa por dia/hora para poder atingir seus objetivos.

prestar bom atendimento

Agora que você já domina como definir a precificação do seu trabalho, chegou o momento de colocar em prática. Conta pra gente aqui como você fazia para definir seus preços e o que mudou! 🙂

Leia mais artigos voltados aos helpers: https://blog.helpie.com.br/helpers/

 

 

Baixe agora o Helpie PRO!

botão loja Google Play
botão loja App Store

Mais postagens

Dicas e sugestões para marceneiro  

Dicas e sugestões para marceneiro  

Ser marceneiro é trabalhar em uma das primeiras profissões que o homem desenvolveu. Uma nobre arte de conhecer os tipos de madeira, as melhores ferramentas para uso, desenvolver projetos e móveis sob medida não apenas úteis, mas decorativos e indispensáveis. Assim...

0 Comments

0 comentários

Deixe uma resposta

Open chat
Fale com a gente